Projetos GEAS Associados

 VEM COM O GEAS BRASIL!!

Espaço reservado para divulgação dos projetos desenvolvidos pelos GEAS com o intuito de  fortalecer os laços entre os grupos de estudos existentes e servir como fonte de inspiração para criação de novos projetos. Além de promover o intercâmbio de conhecimento e experiência dos estudantes  interessados na área de Animais Selvagens. 

Se o seu GEAS possui algum projeto de educação ambiental, conservação, pesquisa ou extensão e queira compartilhar ele com Brasil, basta preencher o formulário (CLIQUE AQUI!)

download.png

"Diminuindo fronteiras para unir conhecimentos!"

IMG-20200418-WA0025_-_André_Luiz_Gama_N

USP - FZEA

Pirassununga/ São Paulo

Projeto das bituqueiras sustentáveis

O projeto de educação ambiental será focado para crianças de 7-10 anos, envolvendo vários jogos para que a ideia se instale melhor na cabeça das crianças, sempre focando na cooperativa, dividindo as crianças em grupos pra melhor solucionar os problemas. O Projeto das bituqueiras sustentáveis tem como objetivo instalar bituqueiras de bambu pelo campus com intuito de reduzir a quantidade de bitucas que são jogadas no chão, poluindo o meio ambiente. E essas bitucas recolhidas serão encaminhadas para uma empresa que as recicla.

logo letras pretas.png

GEAS USP Pira

@geasusppira

IMG-20190410-WA0016 - Ana Rafaela Garcia

Universidade Federal do Piauí

 Bom Jesus/ Piauí

Elaboração de material educativo para a promoção de Educação Ambiental e Educação em saúde

O projeto trabalha com a importância do meio ambiente e as problemáticas ambientais nas escolas de Bom jesus - Piauí de forma lúdica e com objetivo de tornar os indivíduos mais conscientes e atuantes na conservação da natureza.O trabalho atua tanto na educação infantil como na EJA, assim como faz ações na comunidade de choupeiro em Eliseu Martins- Piauí.

logi.png

GBIO

@gbioufpi

20200422_170205 - Felipe Andrade (1).jpg

Universidade Federal do Piauí

 Bom Jesus/ Piauí

Animais Silvestres atropelados como fonte de material de pesquisa

A Universidade Federal do Piauí tem formado uma coleção de referência, aproveitando animais provenientes principalmente de atropelamentos, amparadas pela (INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 154, DE 01 DE MARÇO DE 2007). Este acervo tem mostrado o quanto é importante o impacto dos atropelamentos sobre a fauna, além de identificar animais que vivem nesta região. Estudos sobre genética antes obscuros ou mal entendidos sobre a dinâmica das populações e aspectos da historia evolutiva dos grupos animais. Coleções de tecido são as bases destes estudos e animais atropelados uma fonte importantíssima para tal. No que se refere ao Estado do Piauí, é notório o desconhecimento da fauna, pouquíssimo representada nos museus brasileiros. Existem muitas lacunas sobre a distribuição zoológica de muitos grupos, especialmente répteis, anfíbios e mamíferos. O presente objetivo do projeto beneficia-se da oportunidade de realizar tais pesquisas cientificas em animais silvestres mortos em acidentes e atropelamentos nas estradas e rodovias do território brasileiro, compensando parte desta perda ambiental por meio do ganho científico e informacional

logi.png

GBIO

@gbioufpi

papagaios - Geas IFC Araquari.jpg

Instituto Federal Catarinense - Araquari/ Santa Catarina

“Avaliação da Produção Lacrimal e da Pressão Intraocular em Aves do gênero Amazona, na região do norte e vale de Santa Catarina”

Neste projeto foram avaliadas 65 aves do gênero Amazona. O objetivo do estudo foi comparar dois testes para a quantificação da produção lacrimal, importante para diagnósticos de doenças de superfície ocular. Em animais menores as tiras tradicionais podem ser difíceis de serem utilizadas além de possuirem um alto custo. Então, para a comparação foram utilizadas pontas de papel absorvente endodôntico (TPPAE), e o Teste de Schirmer (Ophthalmos®️) (TLS), sendo a primeira com um tamanho bem menor, facilitando a utilização em animais com a fissura palpebral menor, além de apresentar um custo reduzido. Outro objetivo do trabalho foi avaliar se o clima local influencia na produção lacrimal, usando a medição de temperatura e umidade locais na hora das coletas de dados.

WhatsApp Image 2020-04-24 at 16.25.38.jp

GEAS Araquari

@geas.araquari

3 - Geas IFC Araquari (1).jpg

Instituto Federal Catarinense - Araquari/ Santa Catarina

“Descrição anatômica da miologia do pinguim de Magalhães (Spheniscus magellanicus)”

Essa pesquisa teve início no segundo semestre do ano de 2017, sendo que, ao longo desse período dois animais foram dissecados para a demonstração da musculatura. Com o desenvolvimento desse processo, iniciou-se o registro fotográfico e consequente edição das fotos das estruturas musculares dissecadas. Para a comprovação da estrutura anatômica muscular dos exemplares dissecados será realizado a dissecção de outros pinguins-de-magalhães que foram enviados pelo PMP-BS e comparação entre os exemplares. Por conseguinte, ocorrerá a montagem de um atlas digital contendo as imagens e a descrição da miologia do pinguim-de-magalhães com sua decorrente publicação.

WhatsApp Image 2020-04-24 at 16.25.38.jp

GEAS Araquari

@geas.araquari

IMG-20190607-WA0087 - Maria Isabel Cunha

Universidade Federal do Piauí

Teresina/ Piauí

Núcleo de Estudos, Produção e Preservação de Animais Silvestres - Neppas. Teresina - Piauí

Atua em programas de manejo, reprodução e condicionamento de emas, catetos e cutias. Há projetos que são feitos em parcerias com outros núcleos da universidade, além de proporcionar atividades extras, como cursos para os alunos (dentre eles foi ministrado um curso de osteomontagem, do qual foi anexado uma foto da montagem do esqueleto de um jabuti). Já foram produzidos projetos de pesquisa e monografias cujas teses desenvolveram protocolos voltados para os animais do núcleo, principalmente na área de manejo e reprodução.

geasufpi. logo.jpeg

GEAS UFPI

@geasufpi

WhatsApp_Image_2020-04-13_at_19.13.48_-_

Universidade Estadual de Londrina

Londrina/ Paraná

Conhecendo as espécies.

O projeto “Conhecendo as espécies” do GEAS da Universidade Estadual de Londrina, no Paraná, leva aos estudantes de ensino fundamental jogos interativos para incentivar o aprendizado acerca da educação ambiental com brincadeiras como o “jogo da memória” e “imagem e ação”. 
O jogo foi elaborado por estudantes integrantes do Grupo de Estudos a partir de uma pesquisa no site da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) que levantou dados de animais ameaçados e em risco de extinção, onde buscou-se características anatômicas, fisiológicas e comportamentais, com o intuito de proporcionar conhecimento acerca de características marcantes destes indivíduos, alguns fundamentais para a conservação dessas espécies, sendo, portanto, o principal aprendizado obtido ao final do jogo.

LOGO NOVO.jpg

GEAS UEL

@geasuel

WhatsApp Image 2020-04-30 at 14.10.39 -

Universidade Federal de Lavras

Lavras/ Minas Gerais

Divulgação Científica

Acompanhamento e ossificação de ossos longos de graça vaqueira (Bulbucus Ibis), Morfometria dos olhos de garças-vaqueiras (Bulbucus Ibis) em crescimento, Morfometria dos olhos de Maritacas (Psittacara leucophthaumus), Bloqueio de plexo braquial em maritaca (Psittacara leucophthaumus), Estudo do processo de ossificação secundária pós natal em ossos longos de gambás (Didelphis sp.), Nutrição de Animais Silvestres e Exóticos

WhatsApp Image 2020-04-18 at 19.21.54.jp

GEAS UFLA

@geasufla

WhatsApp Image 2018-10-23 at 18.18.57 (1

Universidade Federal de Uberlândia

Uberlândia/ Minas Gerais

Conhecendo os Animais Silvestres

Faz palestras de conscientização, exposição com animais taxidermizados e atividades lúdicas com alunos do 5º ao 7º ano de escolas públicas. O projeto existe à cerca de 2 anos.

36c0e3_6c35789d98af46d5addf6f7c6a926546_

GEAS UFU

@geasufu

bd5259fe-f823-48a0-8a0f-a264844f9dfe - R

Universidade Federal de Lavras

Lavras/ Minas Gerais

Divulgação de Projetos de Extensão

Universidade na Praça: Grupos de Estudos da Faculdade foram até a praça Central da cidade de Lavras/MG para divulgar os projetos e pesquisas realizadas pelos seus estudantes, mostrando a importância da Universidade na sociedade. Em Setembro de 2019 foi realizado juntamente com a Universidade de Lavras (UNILAVRAS) e a Policia Ambiental uma campanha de entrega voluntária de animais silvestres mantidos de forma ilegal, e da conscientização da população sobre os problemas causados por manter estes animais em cativeiro ilegalmente, e também dos problemas em financiar o tráfico de animais.

WhatsApp Image 2020-04-18 at 19.21.54.jp

GEAS UFLA

@geasufla

54e8e12b-f439-46b9-afd1-f67a65aa650e - R

Universidade Federal de Lavras

Lavras/ Minas Gerais

Educação ambiental crítica, Produção, Consumo e Fauna, e Impactos antrópicos na fauna silvestre

Os membro do grupo visitaram escolas de Lavras/MG e Luminárias/MG para tratar de assuntos relacionados á educação ambiental de acordo com os temas, afim de conscientizar e criar um olhar crítico de crianças para com os problemas da sociedade e meio ambiente, mostrando como isso trás impactos para a fauna

WhatsApp Image 2020-04-18 at 19.21.54.jp

GEAS UFLA

@geasufla

35da1d44-920f-4d55-ad12-40b27294bd04 - R

Universidade Federal de Lavras

Lavras/ Minas Gerais

Ambulatório de Animais Selvagens (AMAS)

Atendimento de animais selvagens e de proprietários da região de Lavras/MG, desde 2016. 

WhatsApp Image 2020-04-18 at 19.21.54.jp

GEAS UFLA

@geasufla

WhatsApp Image 2020-06-16 at 16.18.52 -

Universidade Federal de Lavras

Lavras/ Minas Gerais

Nutrição de Animais Selvagens

O nosso projeto faz consultoria nutricionais para instituições que mantém animais selvagens em cativeiro. Nós avaliamos as dieta oferecidas, e se necessário, reformulamos de acordo com as necessidades dos animais e com o que a instituição consegue prover, afim de melhorar a saúde, bem-estar do animal e garantir uma maior longevidade.

WhatsApp Image 2020-04-18 at 19.21.54.jp

GEAS UFLA

@geasufla

WhatsApp_Image_2019-12-19_at_17.23.14_-_

Universidade Federal de Pelotas (UFPel)/ Rio Grande do Sul 

Projeto Capão Selvagem

É um trabalho de educação ambiental que consiste em placas educativas distribuídas no Campus Capão do Leão da UFPel. As placas possuem imagens e informações sobre aspectos morfológicos, hábitos, alimentação e reprodução de animais silvestres presentes na região em torno do Campus. O trabalho foi desenvolvido com base em questionários para avaliação do conhecimento ambiental da população acadêmica que frequentava o local. A partir disso, foram escolhidas 22 espécies de diferentes grupos taxonômicos para comporem as placas com o objetivo de apresentar a fauna local e promover a conscientização sobre a importância da conservação da biodiversidade local. O projeto teve uma grande repercussão e foi muito elogiado, o que fez a gente expandir essa ideia para outro campus da faculdade, surgindo um novo projeto chamado "UFPel Selvagem", que ainda está em andamento. As placas foram colocadas em dezembro de 2019. 

31-removebg-preview.png

GEAS UFPel

@geas_ufpel

ecofaxina 1.webp

Universidade Federal de Pelotas (UFPel)/ Rio Grande do Sul 

Ecofaxina - GEAS

Coleta de poluentes sólidos presentes no local. Acúmulo e posterior exposição do montante para população em geral. Transporte e correta destinação do lixo coletado. Mobilização de parcela da população para auxílio na ação. Divulgação dos resultados em mídia social do GEAS-UFPel. Conversa com a comunidade para orientar sobre a preservação e conservação do local. O projeto existe à cerca de 2 anos.

31-removebg-preview.png

GEAS UFPel

@geas_ufpel

clinicaecirurgia.JPG

Universidade Federal de Goiás (UFG)/ Goiás 

Fundamentos cirúrgicos aplicados a animais selvagens e exóticos mantidos no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Goiás

O projeto visa atender aos animais selvagens politraumatizados encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Selvagens do IBAMA. Provenientes de diversas cidades da região Centro-Oeste, ou mesmo outros estados. As lesões podem ter origem traumática direta (atropelamentos, pipas, queimaduras, brigas) ou indiretas (subnutrição), e a intervenção rápida é importante para avaliação do quadro geral e estabilização do animal. São estabelecidos POPs (Procedimentos Operacionais Padrão) de acordo com as famílias de animais atendidos no projeto, com caracterização de aspectos anatômicos e fisiológicos pertinentes aos procedimentos cirúrgicos, assim como descrição de metodologia, instrumental e fármacos administrados durante o pré, trans e pós operatório.

Os alunos e docentes envolvidos no projeto tem a oportunidade de aplicar conhecimentos estabelecidos nos procedimentos cirúrgicos de pequenos e grandes animais em animais selvagens de diferentes famílias taxonômicas. O acesso à comunidade dos dados gerados pode impactar diretamente sobre a forma como a fauna do cerrado é visualizada atualmente, melhorando à longo prazo as condições de sobrevivência das diversas populações regionais.

Os animais são selecionados para os procedimentos cirúrgicos de acordo com o prognóstico de recuperação, sendo inseridos no projeto animais com prognóstico variando de razoável à excelente. Os procedimentos são realizados principalmente no HV/UFG, de acordo com a disponibilidade de sala cirúrgica e o grau de urgência / emergência das lesões.

GEAS-UFG_–_Logotipo.png

GEAS UFG

@geasufg

parqueeducaçãoambiental.jpeg

Universidade Federal de Goiás (UFG)/ Goiás 

Educação Ambiental

As atividades desse projeto são abrangentes. Realizamos palestras educativas a alunos em escolas públicas e privadas no município Goiânia e região metropolitana, em algumas visitas realizamos atividades lúdicas e temáticas. O projeto já teve ações de extensão realizadas em parques municipais.  O tema central do trabalho é o meio ambiente. Os principais pontos trabalhados pelo projeto são:

1) “Menos lixo, mais comida” que mostra como a reciclagem e o destino adequado do lixo ajudam a manter as condições climáticas favoráveis;

2) ”Chegou aqui, e agora?!” que demonstra como a fauna e a flora podem ser utilizadas como indicadores de doenças circulantes em cada região, conscientizando sobre a importância de manter baixas as ações antrópicas nessas áreas para garantir a manutenção deste sistema de sinalização epidemiológica. 

Geralmente um calendário de visitação é planejado ao início do ano letivo, com uma escola ou parque selecionado por mês, podendo sofrer alterações de acordo com a disponibilidade da escola e dos integrantes do grupo.

As atividades educacionais são desenvolvidas de acordo com a faixa etária do grupo trabalhado, levando em consideração a realidade vivenciada pela escola, adequando-se também a época do ano e a datas comemorativas. Essas ações acontecem durante o período letivo tendo cada atividade e construída de forma contextualizada. A participação dos alunos e a sensibilização promovida pelas ações de extensão atuam como base para a noção de respeito e bom convívio com o ambiente, além de auxiliar no desenvolvimento de pensamentos complexos e na noção de causa-efeito. Os resultados têm sido positivos, com aprovação dos alunos e de toda a comunidade escolar, nos parques o principal engajamento com as atividades é do público infantil.

GEAS-UFG_–_Logotipo.png

GEAS UFG

@geasufg

cuidadosparentais.jpeg

Universidade Federal de Goiás (UFG)/ Goiás 

Cuidados Parentais

Os cuidados parentais exigidos pelas diferentes espécies da fauna selvagens variam bastantes, devido as necessidade exclusivas e a atenção especial que muitos filhotes deveriam ter, foi elaborado o projeto de cuidados parentais,   que visa direcionar  filhotes órfãos que chegam ao CETAS/GO, para alguns recintos na EVZ  (Escola de Veterinária e Zootecnia da UFG), alguns alunos cadastrados junto ao Grupo de Estudos em Animais Selvagens (GEAS) ,  auxiliam e realizam os cuidados diários a esses filhotes , sendo essa uma oportunidade de ampliar os conhecimentos técnicos dos alunos envolvidos nesta ação, fornecendo ao mercado profissionais capacitados ao manejo parental de espécies ameaçadas de nosso bioma. Há de se ressaltar ainda a importância dos dados obtidos com esta ação na formatação de material didático a ser trabalhado, levando a todos o conhecimento sobre os riscos sofridos por nossa fauna em acidentes rodoviários e a possibilidade de participar em ações de preservação do bioma cerrado.

GEAS-UFG_–_Logotipo.png

GEAS UFG

@geasufg

3fb8d197-fb2e-4321-8924-d5556d015e9a - N

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre/ Rio Grande do Sul

Núcleo de Estudo e Pesquisa em Animais Silvestres (NEPAS)

O NEPAS é um grupo de extensão da Universidade Federal do Rio Grande do sul, atualmente a gestão é formada por alunas da Zootecnia; Realizamos encontros presenciais para estudos focado em animais silvestres dentro da universidade, fazendo uma conexão interprofissional com cursos de Zootecnia, Medicina Veterinária e Biologia. Realizamos atividades fora da universidade em conjunto com zoológico e cetas, além de anualmente promover o workshop de animais silvestres abordando diversas temáticas dentro da amplitude do mundo silvestre, chamando os alunos para a prática dentro e fora do âmbito acadêmico.

evento-53050-logo_organizador.png

NEPAS -UFRGS

@nepas.ufrgs

Projetos GEAS - GEAS UFMG.png

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Belo Horizonte/ Minas Gerais

No Nicho

O No Nicho objetiva trabalhar a divulgação científica, em uma frequência quinzenal, através de postagens com base em artigos científicos e outras literaturas. As publicações são produzidas tendo em vista o potencial informativo e educacional da adaptação do conhecimento técnico-científico contido em artigos, livros e demais publicações, para uma linguagem cotidiana, alcançando uma maior parcela da sociedade. Por meio dessa série objetiva-se divulgar aos leitores informações contidas na literatura que corroboram para a compreensão de aspectos relativos à fauna silvestre, como ecologia, biologia, medicina e conservação. O projeto já completa 1 ano de existência. 

Cópia de LOGO-GEAS-(UFMG).png

GEAS UFMG

@geasufmg

Projetos GEAS (2) - GEAS UFMG.png

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Belo Horizonte/ Minas Gerais

Papo de Bicho

O Papo de Bicho é uma série de textos informativos de leitura média de 3 minutos, feitos para o site do GEAS UFMG. O conteúdo da publicação apresenta características físicas, biológicas, reprodutivas e curiosidades sobre a espécie. São abordados aspectos da alimentação e comportamento do animal, além da situação atual da espécie pela IUCN e as principais instituições que trabalham com a conservação da espécie. Toda segunda feira, às 19 horas, é divulgado um novo texto! O projeto surgiu no segundo semestre de 2020. 

Cópia de LOGO-GEAS-(UFMG).png

GEAS UFMG

@geasufmg